Movimento Plástico Transforma

CONSUMO CONSCIENTE DO PLÁSTICO

Hélio Mattar e o consumo consciente do plástico

 

Em entrevista ao Movimento Plástico Transforma, Helio Mattar, presidente do Instituto Akatu, falou sobre as tendências de consumo consciente do plástico no Brasil e como essas atitudes influenciam a sociedade, a indústria do setor e o meio ambiente.

Para Mattar, a razão para o plástico estar tão presente na vida contemporânea é por suas características positivas, pois é um material versátil, moldável, flexível, acessível, durável, reciclável e resistente, que pode ser usado em diversas aplicações. A versatilidade do plástico fez com que, nos últimos 50 anos, sua produção desse um salto de 15 milhões de toneladas, em 1964, para 311 milhões, em 2014, um aumento de quase 21 vezes, ou 2.073% (Ellen MacArthur Foundation).

Mattar afirma que, como decorrência dos impactos negativos do uso e do descarte inadequados do plástico, muitas campanhas ao redor do mundo vêm propondo banir o uso do plástico. Mas o seu banimento não soluciona o problema, uma vez que o material seria substituído por outros e os impactos poderiam ser ainda mais negativos.

A substituição do plástico por outros materiais elevaria ainda mais os custos ambientais, levando a um aumento de 3,6 vezes na massa das embalagens utilizadas e a um aumento de 2,7 vezes na emissão anual de Gases de Efeito Estufa (GEE), durante todo o ciclo de vida dos respectivos produtos. Isso ocorreria especialmente em função de maiores perdas alimentares e maior consumo de combustível no transporte (Trucost), como decorrência da menor adequação dos materiais usados em substituição ao plástico.

Mattar salienta que uma das consequências negativas mais apontadas no descarte inadequado dos plásticos é o fato de que cerca de 8 milhões de toneladas do material vêm sendo despejadas nos oceanos a cada ano, causando grande prejuízo aos animais marinhos, à pesca e ao turismo, e custando pelo menos US$ 8 bilhões em danos aos ecossistemas marinhos (ONU Meio Ambiente).

Isso não quer dizer que devemos demonizar o plástico, mas sim que devemos dar preferência ao seu uso quando suas melhores qualidades podem ser aproveitadas.

Reciclagem e sustentabilidade

Para tanto, cabe ao consumidor consciente aplicar em seu dia a dia os “4 Rs da Sustentabilidade”:

Hélio Mattar e o consumo consciente do plástico

 

Versatilidade do plástico

“O plástico, por ser um material altamente versátil, está presente em um número enorme de aspectos do cotidiano, trazendo praticidade e melhorando a conveniência dos bens e serviços oferecidos”, diz ele. E continua: “Como exemplo das inúmeras utilizações do plástico, podemos citar os materiais hospitalares, mais higiênicos e seguros para os pacientes, e as embalagens de alimentos, que ajudam a preservá-los por mais tempo, evitando que se estraguem rapidamente”.

Hélio Mattar e o consumo consciente do plástico

 

Mattar pondera que o plástico é especialmente importante por evitar desperdício de alimentos ao longo da cadeia produtiva, contribuindo para a redução de três dos maiores problemas que a humanidade enfrenta atualmente: a fome, a escassez de água (a agricultura consome 70% da água do mundo) e as mudanças climáticas (o desperdício de alimentos causa a emissão de metano, um dos gases mais poderosos do efeito estufa).

“Nos setores eletroeletrônico e elétrico, o plástico também é essencial para isolar a fiação elétrica, suportar altas temperaturas de interruptores e luminárias, além de oferecer resistência às carcaças de dispositivos eletrônicos. Os polímeros também ajudam a armazenar energia por mais tempo, por isso as telas de LCD consomem menos energia do que as telas comuns, oferecem leveza aos aparelhos e possibilitam minimizar o tamanho dos equipamentos – como é o caso dos smartphones”, comenta Mattar.

Hélio Mattar e o consumo consciente do plástico

 

O uso de componentes plásticos em vez de peças de metal no design de aeronaves permite que o peso dessas seja drasticamente menor, o que resulta na redução significativa do consumo de combustível e, como decorrência, da emissão de gases de efeito estufa. No setor automotivo, a substituição de peças de metal por plástico tem o mesmo resultado, além de representar uma grande economia de energia na manufatura das peças (Gehm, 2006).

Mattar lembra ainda que os plásticos podem ser utilizados para melhorar o desempenho e reduzir os custos dos materiais de construção. Fixadores, estruturas de portas e janelas e materiais de isolamento acústico e térmico se tornam mais leves, duráveis e de menor custo quando feitos de plástico.

Hélio Mattar e o consumo consciente do plástico

 

A consciência sobre o impacto dos produtos que consumimos em toda a cadeia produtiva, desde a indústria até nossas casas, é parte fundamental da construção de um mundo mais sustentável.

COMO RECICLAR MAIS PLÁSTICOS

Plásticos são materiais valiosos para a reciclagem.

SUSTENTABILIDADE

É fundamental que as empresas compreendam

ECONOMIA CIRCULAR E O PLÁSTICO

Vamos falar de um jeito novo de produzir e consumir?