Movimento Plástico Transforma

O plástico no consultório dentário

O plástico no consultório dentário

 

Você já olhou em volta durante uma consulta com seu dentista? Existem dezenas de instrumentos, ferramentas higiênicas e aparatos odontológicos viabilizados pelo plástico. De luvas de exame a seringas estéreis, os plásticos são onipresentes na área odontológica porque ajudam a nos proteger, resguardam contra a contaminação e salvam sorrisos. Os avanços recentes podem levar a muitas outras inovações nos cuidados odontológicos e auxiliar pessoas em todo o mundo.

Falam os especialistas

Segundo a especialista em periodontia doutora Andrea Correa da Silva, os cuidados odontológicos que existem graças ao plástico incluem luvas e toucas descartáveis, óculos e viseiras de proteção, protetores auriculares, espátulas, bandejas, sugadores de saliva, barreiras plásticas em instrumentos com motor, seringas de irrigação e cânulas de aspiração de canal, embalagens de filmes de raio X ou sensor de raio X digital, posicionadores de raio X, arco de isolamento absoluto, parte das embalagens que são esterilizadas nas autoclaves, embalagens de agulhas descartáveis e a maioria das embalagens de diversos outros produtos usados no dia a dia do consultório dentário.

O plástico no consultório dentário

 

Ela ainda salienta que a própria cadeira odontológica tem grande parte da estrutura atual em plástico, sendo mais leve que as antigas. “Máquinas e equipamentos como amalgamador, cabo e mangueira de ultrassom também têm componentes plásticos”, diz.

A doutora Andrea mostra que no mobiliário do consultório, além da cadeira, o cabeçote e o disparador do raio X são de plástico, assim como banquetas auxiliares, suporte de papel-toalha, saboneteira, porta-fio dental, dentre outros.

O plástico no consultório dentário

 

Prevenindo a dor na cirurgia

A dentista conta ainda que materiais para anestésicos também podem ser de plástico, como tubetes e embalagens de anestésico tópico. “Durante uma cirurgia, o plástico está presente no sugador cirúrgico, na seringa de irrigação e na embalagem do soro estéril”, completa.

Inovações em plástico nas próteses dentárias

Atualmente está ocorrendo uma verdadeira revolução na odontologia brasileira, com a utilização das impressoras 3D. “Estamos criando réplicas de mandíbula, crânio, arcadas dentárias, projetos de próteses, entre outros, diz o protético Cláudio Fonseca.

O plástico no consultório dentário

 

O plástico no consultório dentário

 

Os tipos de plástico mais usados nesse setor da odontologia são ABS (acrilonitrila butadieno estireno), um plástico leve e resistente; o PLA (ácido polilático), um polímero biodegradável, e o PMMA (polimetilmetacrilato), lembra ele.

Como sabemos, existem dois tipos de próteses: fixas e removíveis. E há novidades nos dois, segundo Fonseca. “Em prótese fixa, estamos imprimindo dentes provisórios e fresando dentes definitivos em PMMA.” E continua: “Em prótese removível, estamos imprimindo os projetos para armações serem fundidas posteriormente”.

Outros tratamentos dentários que utilizam plástico são os aparelhos ortodônticos, as placas para tratamento de bruxismo, os alinhadores. Em sua fabricação, “estão utilizando impressoras 3D”, afirma o protético.

O plástico no consultório dentário

 

Mais novidades que envolvem o plástico

Seguindo com a tecnologia da impressão 3D, o professor Eduardo Sakai destaca com propriedade que “atualmente a novidade é a possibilidade de obtermos modelos das bocas pós-captação das imagens via scanner intraoral colorido, imprimindo-os em impressora 3D”.

O plástico no consultório dentário

 

O plástico no consultório dentário

 

Ele ressalta que as vantagens encontradas pelos dentistas quando o plástico é usado são rapidez, higiene, processo de obtenção que não incomode o paciente — como o escaneamento, em vez de moldagem —, o uso de um material muito resistente, de alta qualidade de reprodução e reciclável.

Na odontologia, Sakai ainda acha relevante a atual utilização do plástico de alta qualidade, por exemplo, para a reprodutibilidade na proporção de centésimos de milímetro. E aponta para uma evolução ainda maior: “Esse processo de obtenção de modelos é irreversível no sentido evolutivo de usarmos um material com excelentes qualidades, reciclável e que não nos exige armazenar, pois salvamos os arquivos e podemos imprimir novamente no momento que assim o necessitarmos”.

Sakai continua explicando que, hoje, articuladores que eram de alumínio ou aço são fabricados em plástico. “Embalagens, bandejas para instrumentos, filme plástico para embalar instrumentais para esterilização via autoclave nos induzem a crer que a aplicabilidade do plástico na odontologia irá aumentar.”

O plástico no consultório dentário

 

Se pensar, todas as ferramentas odontológicas de plástico que você agora sabe que há no consultório do seu dentista são inovações que antes pareciam impossíveis, mas que hoje fazem parte do dia a dia. E os plásticos continuarão a ajudar a impulsionar inovações nos cuidados odontológicos com os quais sonhamos.

PLÁSTICO E BELEZA

Plástico e beleza têm mais a ver do que você possa imaginar.

INOVAÇÕES DO PLÁSTICO NA SAÚDE

Graças à infinita versatilidade dos plásticos modernos